Obrigatoriamente você conhece alguém que vai ter ou tem câncer. O câncer é uma das doenças que mais mata no mundo. Segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer) são esperados neste ano 295.000,00 (duzentos e noventa e cinco mil) novos casos de câncer no Brasil. Mas o que muitas pessoas não sabem é que mais de 50% dos casos de câncer poderiam ter sido evitados caso os portadores tivessem feito opções na vida diferente do que fizeram.

Isso não envolve somente o indivíduo, mas uma política de saúde e educação preventiva.

Ao ver o indivíduo com câncer saiba que além de um determinismo genético, existe ali o indivíduo que investiu pouco na sua saúde. Ações que poderiam ser feitas para ajudá-lo:

abandono do tabagismo, redução de ingestão de bebidas alcoólicas, controle do peso, prática de atividade física e redução de ingestão de gordura, fritura, carboidratos, fast food e industrializados.

O controle da obesidade e diabete é essencial nos indivíduos que tem câncer. O que acontece na grande maioria dos casos de câncer é uma mescla de fatores genéticos com hábito de vida inadequado. Toda pessoa tem em si a possibilidade da prevenção ou mudança do dia a dia. Seja no prato que se escolhe para comer, no abandono do cigarro e álcool ou no cuidado com a sua saúde.

Se você tem a doença cabe modificar seu ambiente para que a dela entre em remissão.

Fazer exercícios regularmente, abandonar hábitos não saudáveis e adotar uma dieta mais equilibrada são decisões fundamentais para quem não quer ter câncer ou quer melhorar a qualidade de vida. Cabe ao indivíduo a escolha de ter uma vida saudável e a compreensão desta doença avassaladora.

 

Equipe-Flaviane-Farias-v2Dra. Flaviane Farias
Médica com visão em medicina preventiva e funcional, especializada em promoção de saúde individual e familiar.

 

Gostou?

Agende sua consulta.